Estado de Minas

GM não vai participar do "novo" Salão de São Paulo em 2021

A maior montadora do mercado brasileiro também não iria participar da edição de 2020, que foi recentemente adiada


postado em 11/03/2020 09:50

 Chevrolet Bolt durante o Salao de Detroit 2018(foto: Jorge Moraes/DP)
Chevrolet Bolt durante o Salao de Detroit 2018 (foto: Jorge Moraes/DP)
 
Na última sexta-feira (6), a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e a Reed Exhibitions Alcântara Machado anunciaram oficialmente que o Salão Internacional de São Paulo seria adiado para meados de 2021. A decisão foi tomada após várias montadoras anunciarem sua saída da edição deste ano, e com o adiamento, os organizadores teriam o tempo necessário para acertar os termos dos participantes.

No entanto, a General Motors, que foi uma das principais montadoras que deixaram a edição deste ano, já tomou sua decisão, e anunciou que também não vai participar em 2021.
 “A marca aposta cada vez mais no marketing digital e em uma jornada do consumidor totalmente customizável, concentrando seus investimentos em formatos inovadores de comunicação. Com isso, a Chevrolet reitera sua decisão de não participar de eventos com formatos analógicos como o Salão do Automóvel de São Paulo e informa que a participação no mesmo evento em 2021 também está descartada”, declarou a montadora, em nota oficial.

Por enquanto, a GM, atual líder de vendas de carros do mercado brasileiro, é a primeira a anunciar sua retirada da próxima edição do Salão de São Paulo, que ainda não possui uma data oficial.